4 passos para criar Conte√ļdo Explosivo

Mai 11, 2021

Reading Time: 10 minutes

O conte√ļdo nunca teve tanta import√Ęncia como nos dias de hoje no online.¬†

Devido √† situa√ß√£o que vivemos tornou-se cada vez mais importante que as empresas invistam na presen√ßa online com conte√ļdos relevantes que permitam criar rela√ß√Ķes duradouras entre as empresas e os clientes.

Criar conte√ļdo n√£o √© apenas criar uma vitrine dos produtos/servi√ßos da empresa, ou simplesmente publicar por publicar.¬†

√Č fundamental que exista uma estrat√©gia associada √† cria√ß√£o de conte√ļdos, sem ela n√£o vais conseguir chegar ao resultado que tanto desejas.¬†

TESTAR √© o segredo da metodologia Growth Hacking, sem testarmos hip√≥teses n√£o sabemos qual o conte√ļdo ideal que a nossa Persona quer ouvir.

1. Define a Brand Persona e a Buyer Persona do teu negócio

Brand Persona 

Se analisarmos as Redes Sociais, verificamos que Pessoas t√™m mais seguidores e intera√ß√Ķes com conte√ļdo do que Empresas.

A razão pela qual isso acontece é porque nós comunicamos de pessoas para pessoas, e é aí que muitas vezes as empresas falham na hora de comunicar.

Humanizar a marca é o segredo!

√Č importante que construas uma identidade para tua marca/empresa.¬†

Agora deves estar a perguntar ‚Äúcomo √© que eu fa√ßo isso?‚ÄĚ

A resposta é: através da  Brand Persona do teu negócio!

Ou seja, transforma a tua marca numa Persona.

Dá-lhe uma voz, uma idade, um gênero para que comunicação seja mais humana e para que as pessoas se identifiquem com os ideais da empresa/marca.

Para te ajudar a construir a Brand Persona do teu negócio, deixamos aqui 6 perguntas que deves responder: 

  1. A tua marca/empresa é homem, ou mulher?
  2. Que idade tem?
  3. Quais s√£o as suas rotinas?
  4. Quais s√£o os seus interesses?
  5. Quais s√£o os seus valores?
  6. Qual é o seu tom de voz? (informal, ou formal)

No final, partilha a tua Brand Persona com todos os colaboradores da empresa pois assim vais-te certificar que todos comunicam da mesma forma.

Para te ajudarmos com este processo, deixamos-te aqui a Brand Persona da Growth Hacking School:

“A Growth Hacking School é uma mulher, com quatro meses. 

Tem como principais interesses:

  • marketing digital;
  • empreendedorismo;
  • estrat√©gias de crescimento;
  • hist√≥rias de supera√ß√£o e motiva√ß√£o ligadas ao neg√≥cio;
  • casos de estudo de sucesso;
  • cursos que permitam desenvolver as suas capacidades t√©cnicas e profissionais.

√Č uma mulher com objetivos bem definidos, que procura sempre uma forma de aprender e crescer a n√≠vel pessoal e profissional.

Gosta de natureza, de ler, de estar com os amigos e conhecer novas pessoas. Tenta sempre retirar algum ensinamento das histórias que partilham consigo.

√Č reconhecida por dar dicas fundamentais para fazer crescer neg√≥cios no digital e por n√£o negar ajuda a ningu√©m.¬†

Procura comunicar no Instagram e Facebook, uma linguagem mais próxima e clara para que todos percebam e conheçam as bases do Growth Hacking, mesmo não sendo peritos na área. 

No Linkedin, procura ter uma linguagem mais informal, mas clara para que todos os empresários, ou CEO percebam as bases do Growth Hacking e de que forma a GHS os pode ajudar a fazer crescer o seu negócio.

A GHS acredita que a transparência e a honestidade são a base de qualquer negócio. 

Deste modo, os seus principais valores são: 

Não existem egos nem verdades absolutas: a base do mindset Growth Hacker é que nada é escrito em pedra até ser testado e validado. Tal como num processo científico, devemos criar hipóteses, testar e avaliar, não podemos deixar que seja o ego a guiar o nosso crescimento.  

Aprender: é essencial para não ficarmos confortáveis no nosso dia a dia. Estar sempre com uma mentalidade aberta que nos permita colocar em causa todas as nossas crenças é importantíssimo para desenvolvermos um espírito crítico e construtivo.  

Transpar√™ncia e Honestidade: cada pessoa que perten√ßa √† Growth Hacking School √© livre de exprimir as suas opini√Ķes, vis√Ķes e ideias. Acima de tudo, ir√° haver sempre justi√ßa, coer√™ncia e transpar√™ncia. Caso exista sempre alguma d√ļvida ou dualidade de crit√©rios, questionar √© sempre melhor do que assumir.

Não é necessário olhar para o relógio: não acredita em horários fixos. Acredita sim, em responsabilidade individual e tarefas concluídas. Não importa o teu horário, desde que te sintas confortável e focado e consigas finalizar as tuas tarefas.

Feito √© melhor do que perfeito: a in√©rcia √© o maior problema que existe. Porque quem n√£o faz, n√£o se sujeita, logo n√£o obt√©m nada. Sentimo-nos muito mais confort√°veis em n√£o fazer porque assim n√£o enfrentamos o sucesso ou insucesso. Por isso, acredita que fazer alguma coisa √© sempre muito superior a n√£o fazer nada.‚ÄĚ

Buyer Persona 

Depois de definires a tua Brand Persona é importante que cries a Buyer Persona do teu negócio.

Ou seja, a Pessoa fictícia que vai comprar os teus produtos/serviços. 

Quando paramos para pensar sobre o que queremos comunicar é importante que tenhamos em mente o nosso Segmento-alvo, mais concretamente o Cliente ideal dos nossos produtos/serviços. 

Se ainda não tens definida a Buyer Persona do teu negócio, acede ao nosso template, totalmente grátis, que te irá dar o conjunto de perguntas que deves responder quando estás a construir a Persona da empresa.

Nota: Podes definir mais do que uma Buyer Persona para teu negócio, mas nós aconselhamos-te a criar no máximo 3.  

Para n√£o vendermos o nosso ‚Äúpeixe‚ÄĚ √†s pessoas erradas √© importante que antes de criares os conte√ļdos seja feita uma Pesquisa de Mercado.

Para perceberes quem são as pessoas que te procuram, ou que compram os teus produtos/serviços.

Esta pesquisa pode ser feita através de:

  • Ferramentas como Google Analytics;
  • Redes Sociais – atrav√©s da an√°lise de dados de p√ļblicos;
  • Tend√™ncias – procura sobre temas, ou quais as palavras-chaves mais pesquisadas, atrav√©s do Google Trends, BuzzSumo, entre outros;
  • Aplica um question√°rio aos teus clientes com perguntas relevantes sobre o teu neg√≥cio para perceberes: quais as¬† redes sociais em que os teus clientes est√£o inseridos, quais s√£o os seus h√°bitos de consumo, o que gostam de ver quando ent√£o no online, entre outras. Estas perguntas v√£o te ajudar a criar uma comunica√ß√£o mais focada!

2. Conhece os diferentes Formatos de Conte√ļdo

Existem v√°rios canais que podes explorar para comunicar com a tua Buyer Persona.

N√£o precisas utilizar todos os formatos de conte√ļdo que vamos expor aqui, mas sim aqueles que fazem mais sentido para o teu neg√≥cio.¬†

Tal como, não tens de estar em todas as Redes Sociais, também não tens que comunicar em todo o lado.

Estes são os 19 Canais de Comunicação para Atingir o Crescimento Explosivo!

Cada canal contém características díspares, por isso TESTA vários canais e TESTA diferentes formatos para perceberes onde é que vais obter melhores resultados.

Lembra-te esta é a base do mindest de Growth Hacking.

Na hora de criar conte√ļdo, existem v√°rios tipos de formatos dispon√≠veis.

Numa primeira etapa, saber exatamente qual escolher é demasiado complicado.

Cria um mix entre estes formatos até descobrires quais são aqueles que te estão a ajudar a obter os resultados que definiste para a tua comunicação.

Estes são os +9 formatos que podes explorar: 

  1. Conte√ļdo para Redes Sociais:
  2. Campanhas de email marketing:
  3. Blog Posts & Conte√ļdos:
  4. Vídeos;
  5. E-books;
  6. Podcasts;
  7. Landing Pages;
  8. Webinars;
  9. Templates.

3. Coloca as m√£os √† obra e produz Conte√ļdo de Valor

Depois de definires a Brand Persona e Buyer Persona do teu negócio está na hora de pensares sobre qual o tipo de comunicação que a tua marca vai ter.

Coloca todas as ideias por tópicos.

Para te ajudar neste processo, deixamos, aqui, alguns temas gerais que podem ser falados consoante a área de negócio.

  • Marca de cal√ßado, ou roupa:¬†
    • Processo de fabrico;
    • Tend√™ncias;
    • Materiais;
    • Sensa√ß√Ķes;
    • Testemunhos;
    • Novidades;
    • Bastidores de uma sess√£o fotogr√°fica;
    • Equipa;
    • Curiosidades;
    • Dicas;
    • Produtos;
    • Parcerias.¬†
  • Empresas industriais:¬†
    • Trabalhos;¬†
    • Testemunhos;
    • Materiais;¬†
    • Eventos corporativos;
    • Participa√ß√£o em feiras;¬†
    • Processos de fabrico;¬†
    • Apresenta√ß√£o da equipa;
    • Sustentabilidade ambiental (se aplicar);
    • Not√≠cias relevantes sobre o setor;¬†
    • Clientes.¬†
  • Empresas de servi√ßos:¬†
    • Testemunhos;
    • Bastidores;¬†
    • Informa√ß√Ķes relevantes sobre o setor;
    • Dicas educativas;
    • Servi√ßos;
    • Equipa;
    • Conquistas;
    • Sugest√Ķes de livros.

√Ä primeira vista pode ser bastante complexo, mas depois de estruturares as ideias consoante o objetivo e a mensagem que a marca/empresa pretende passar, vai ser muito mais simples de escreveres e planeares conte√ļdo.¬†

Lembra-te que deves sempre associar uma estratégia, ou objetivo à comunicação como por exemplo: 

  • Aumentar a notoriedade;
  • Aumentar as vendas;
  • Aumentar as visitas ao website, ou Blog;
  • Aumentar a intera√ß√£o com o conte√ļdo;
  • Entre outros.¬†

Para que a tua estratégia seja bem sucedida define um objetivo SMART para tua comunicação. 

S РSpecific (Específico) Рquanto mais específico for o teu objetivo mais fácil será para ti medir os resultados;

M – Measurable (Mensur√°vel) – define um n√ļmero que pretendes atingir para perceber se o teu objetivo foi bem sucedido;

A – Achievable (Ating√≠vel) – analisa se o n√ļmero anteriormente definido √© realista com base nos resultados anteriores da tua empresa. De nada vale exagerar!

R РRelevant (Relevante) Рpercebe se o objetivo que definiste é relevante para a comunicação da tua empresa;

T РTimebound (Temporal) Рdefine uma data para atingires o objetivo. 

Nota: Um objetivo SMART sem um n√ļmero para conseguires medir os resultados n√£o √© um objetivo SMART!

Visto que o mundo do conte√ļdo √© muito amplo e existem diversas formas e formatos de criar conte√ļdo, vamos agora focar apenas em criar conte√ļdos para as Redes Sociais.¬†¬†

Nota importante: Procura construir o conte√ļdo tendo em conta a jornada do consumidor.¬† A Jornada do Consumidor est√° muito interligada a cada etapa do Funil de Marketing.

Na Growth Hacking School trabalhamos sobre o Funil A.A.R.R.R, e se quiseres saber mais sobre esta metodologia descobre aqui.

A Jornada do Cliente tem ent√£o 4 Etapas Essenciais:

1. Consci√™ncia e Descoberta (Aquisi√ß√£o) – nesta fase procura criar conte√ļdos relevantes, atrav√©s de conte√ļdos educativos e informativos sobre a marca, ou √°rea de neg√≥cios.

 

(Podes ver a Publicação completa nas nossas redes sociais)

2. Reconhecimento do Problema (Ativa√ß√£o)– cria conte√ļdos que chamem aten√ß√£o para o um Problema que a tua empresa pretende resolver.

(Podes ver a Publicação completa nas nossas redes sociais)

3. Considera√ß√£o da Solu√ß√£o (Reten√ß√£o) – cria conte√ļdo com as vantagens do teu produto e partilha testemunhos.

(Podes ver a Publicação completa nas nossas redes sociais)

4. Decis√£o (Retorno) – partilha¬† testemunhos, cria um conte√ļdo que compara os produtos/servi√ßos da tua empresa com os da concorr√™ncia direta.

(Podes ver a Publicação completa nas nossas redes sociais)

Ap√≥s definires a tua Jornada de Cliente, chegou a hora de pensares sobre a recorr√™ncia das tuas publica√ß√Ķes.

Quantas vezes por dia, por semana, ou por mês é que vais comunicar com a tua Buyer Persona.

Dica: Faz um plano de acordo com as tuas fun√ß√Ķes e rotinas. N√£o adianta definires que vais publicar todos os dias, para depois te aperceberes que n√£o o vais conseguir¬† fazer.¬†

Por exemplo, vamos-te explicar como √© que, n√≥s na Growth Hacking School, definimos a recorr√™ncia das nossas publica√ß√Ķes.

Todos sabemos que publicar todos os dias √© o ideal, mas com as tarefas do dia a dia, nem sempre √© poss√≠vel criar 31 conte√ļdos para cada rede social.¬†

Tendo em conta os 4 passos para criar conte√ļdo explosivo, identificamos 2 Buyer Personas no nosso neg√≥cio que se encontram em duas redes sociais distintas.¬†

Para conseguir comunicar todas as semanas, a GHS definiu publicar 3 vezes por semana, em 3 redes sociais. 

Segunda, quarta e sexta no Instagram e Facebook. 

Terças, quintas e sábados no Linkedin. 

No total, publicamos 6 vezes por semana, o que equivale ao final do m√™s a 26 publica√ß√Ķes, dependendo do m√™s.¬†

Não te esqueças que CONSISTÊNCIA e PERSISTÊNCIA são as palavras-chave para o sucesso. 

Depois de definires o n√ļmero de publica√ß√Ķes, utiliza as ferramentas que tens mais √† vontade para colocar os temas que pretendes falar.¬†

Pode ser num caderno, Word, Powerpoint, Excel, ou até mesmo no calendário do teu e-mail, ou computador. 

Chegou a hora de arregaçar as mangas e dar uso à criatividade! 

A metodologia passo-a-passo para criares uma Estrat√©gia de Conte√ļdo Explosivo:¬†¬†

  1. Come√ßa por definir os dias das publica√ß√Ķes e os canais;
  2. Distribui os temas que pretendes falar pelos dias que definiste anteriormente;
  3. De seguida escreve o Copy de cada publicação;
  4. Se um dos teus canais de comunicação for o Instagram define as hashtags consoante o tema que estás a abordar e a pensar na Buyer Persona. Podes escolher 30 hashtags, mas nós aconselhamos-te a escolher no máximo 5.
  5. Define o formato que queres utilizar em cada publicação. 
  6. Desenvolve o design, através de ferramentas de design, ou plataformas online gratuitas (Canva, Crello, Spark Post, entre outros).
  7. Publica, ou agenda as Publica√ß√Ķes consoante os dias que definiste (Est√ļdio de Cria√ß√£o, Hootsuit, mLabs, entre outras).

Nota: N√£o te esque√ßas de interagir com a tua Persona. Incentiva as pessoas a deixar um coment√°rio, a partilhar, a clicar e a ver o teu conte√ļdo atrav√©s de uma boa call-to-action.¬†

4. Analisa os Resultados

Existem diversas m√©tricas, ou KPIs (Key Performance Indicators) que te ajudam a analisar os resultados de uma estrat√©gia de conte√ļdo, bem como o caminho a seguir.¬†

Para te ajudar neste processo, cria um documento em excel com as principais métricas que pretendes analisar e divide o documento por mês.  

Dependendo dos objetivos definidos anteriormente, deves avaliar/analisar a métrica que melhor traduz esse objetivo. 

Por exemplo:

Exemplo 1:

O objetivo da estrat√©gia de conte√ļdos √© gerar mais intera√ß√Ķes nas publica√ß√Ķes?

A métrica que terás de analisar é a Taxa de Interação, ou de Engajamento dependendo da Rede Social.

Ou seja, deves analisar o n√ļmero de vezes em que as pessoas interagiram com as publica√ß√Ķes¬† atrav√©s de gostos, coment√°rios, partilhas, entre outros.¬†

Exemplo 2: 

O objetivo da estrat√©gia de conte√ļdos √© aumentar o n√ļmero de contactos atrav√©s das Redes Sociais?

No caso do Facebook deves analisar a m√©trica ‚ÄúA√ß√Ķes na P√°gina‚ÄĚ que te vai indicar o n√ļmero de cliques nas informa√ß√Ķes de contacto. No caso do Instagram deves analisar a m√©trica ‚ÄúCliques no Perfil‚ÄĚ.

Exemplo 3:

Se o objetivo da estrat√©gia de conte√ļdo √© aumentar o n√ļmero de visualiza√ß√Ķes dos v√≠deos.¬†¬†

Deves analisar o n√ļmero de visualiza√ß√Ķes dos v√≠deos e perceber o que obteve melhor resultado.¬†

6 Raz√Ķes para criar Conte√ļdo de Valor

N√£o √© segredo para ningu√©m que existem v√°rias vantagens associadas √† cria√ß√£o de conte√ļdo.¬†

Deixamos, aqui, 6 raz√Ķes para investir em Conte√ļdo:

  • Cria uma rela√ß√£o com os clientes;
  • Constr√≥i uma rela√ß√£o de confian√ßa;
  • Aumenta as recomenda√ß√Ķes;
  • Aumenta a notoriedade da marca;
  • Gera vendas;
  • Diminui o custo de aquisi√ß√£o de novos clientes.

Os resultados levam tempo no que diz respeito ao conte√ļdo!

Se perguntares à maior parte dos influenciadores, youtubers, bloggers e empresas quanto tempo demoraram a crescer no digital, vais ficar surpreendido.

PERSISTÊNCIA e CONSISTÊNCIA são a chave para o sucesso. 

Se tens d√ļvidas, podes entrar em contacto com a nossa equipa.

Estamos aqui para te ajudar!

O que é a GHS?

Cresce connosco: